sábado, 12 de janeiro de 2013

Tratamento Natural Para Endometriose


15/01/2013 

O que é endometriose?


Endometriose é quando o excesso da camada que reveste o útero (endométrio) que normalmente cresce para a preparação da implantação do óvulo, não descama completamente durante a menstruação. Ela começa a se prender em outros lugares do corpo em torno do útero. Quando a menstruação inicia, não somente o revestimento do útero sangra, mas também a endometriose que cresceu em outras partes do corpo. Alguns dos sintomas são:
A endometriose afeta uma em cada dez brasileiras em idade fértil, algo em torno de 5 milhões de mulheres. A endometriose  ainda é um enigma para a ciência. Certo mesmo é que costuma provocar muita dor: física e emocional. Não raro, leva à depressão. E é uma das causas mais importantes de infertilidade - metade das jovens que sofrem desse mal não consegue engravidar.

      Fluxo intenso com cólicas, coágulos, ciclos longos ou anormais
      Dor durante todo o mês
      Aumento dos ovários
      Interfere no intestino  - dor  ao evacuar enquanto está menstruada
      Excesso de borra antes da menstruação.O risco de cistos benignos no útero aumenta. A endometriose traz grande impacto na fertilidade, sendo causadora de 35 a 50% dos problemas de infertilidade nas mulheres. O tratamento recomendado pelo ginecologista através de exames de confirmação laparoscopia ele indica de tratamento allurene este medicamento serve para tratar as dores da endometriose profunda . Os riscos da cirurgia para endometriose são relativos à anestesia geral

O que causa a endometriose?

  Médicos e cientistas não sabem ao certo, mas alguns fatores de risco são:

  Muito estrogênio / pouca progesterona
        Alto consumo de proteína animal 
        Radiação
 Anormalidades do sistema imunológico




 Como a endometriose afeta a fertilidade?

A endometriose é uma condição de predominância de estrogênio. Quando existe muito estrogênio no corpo, há um desequilíbrio hormonal, afetando a fertilidade.
A endometriose também cria uma situação de “congestão” pois existe excesso de endométrio crescendo no útero (e fora dele) que dificulta a nidação e o crescimento saudável do embrião.
Todos os meses, o revestimento em excesso sangra, podendo causar inflamação e aderência do útero, trompas, ovários e outros órgãos. Isto causa uma “congestão” séria.
Como se isso já não fosse suficiente, alguns pesquisadores sugerem que o corpo da mulher pode criar anticorpos contra o tecido endometrial. Os mesmos anticorpos podem atacar o revestimento do útero e causar abortos (além das três vezes, taxa considerada 
dentro da normalidade).

Fernanda Machado (Foto: Reprodução/Instagram)

A atriz Fernanda Machado foi uma que descobriu ter endometriose  e venceu a doença e deixa um recado para aquelas que sofre de endometriose "Por isso meu conselho é que fiquem atentas ao seu corpo, mude a sua  alimentação, procurem especialista em endometriose. Sei que não é fácil, mas não desistam! Acreditem, confiem! Quero mandar todo o meu amor para aquelas que estão sofrendo com as dores físicas e emocionais que essa doença traz.

Se inscreva em nosso canal 

Tratamento natural para  endometriose

 Como já postamos aqui  a mudança no seu estilo de vida é a chave para o tratamento da endometriose. Você precisará mudar sua dieta, limpar seu corpo, normalizar seus hormônios e evitar certos poluentes e alimentos industrializados. 

 Praticar atividades física regularmente pois a atividades libera endorfina  que alivia as dores e diminui os níveis de estrogénio .

Primeiro passo: Limpeza do fígado.

Plantas normalmente utilizadas no tratamento e cura dos cistos (quistos) ovarianos:
Procure suplementos em casas naturais que contenham alcachofra). Ela realiza uma limpeza e desintoxicação do fígado, removendo excesso de hormônios e outras toxinas do seu corpo.
Após terminar o complemento, não é necessário continuar tomando.
Atenção: Não tome se você tiver hepatite ou bloqueio das vias biliares.




Segundo passo: Enzimas

As enzimas podem reduzir as cicatrizes e reduzir o excesso de tecido endometrial, reduz a inflamação causada pela aderência e excesso de endométrio nos outros órgãos, e pode até ajudar a reduzir as dores.
As enzimas também limpam o sangue, melhorando a circulação do sistema reprodutor e removendo sangue estagnado, trazendo sempre sangue fresco e oxigenado para o útero e ovários.
Inicie as enzimas junto com a limpeza do fígado, porém continue com as enzimas por muitos meses, para que a limpeza do tecido endometrial consiga se completar

Terceiro passo: Mude sua alimentação




Verduras, Legumes e Frutas da Estação - Safra Junho e Julho


O foco principal de sua nova alimentação é a ingestão de fibras. A fibra ajuda o corpo a remover o excesso de estrogênio. As boas fontes de fibra são:
·         Vegetais de folhas verde escuras

·         Brócolis

·         Quinoa

·         Semente de linhaça

·         Produtos de grãos integrais

Reduza o consumo de carnes e derivados como leite e ovos. Troque por peixes, ou se encontrar, compre carne, leite e ovos orgânicos (sem adição de hormônios). Pois a carne comum possui muito estrogênio que os animais recebem durante sua criação para crescerem mais rapidamente, acumulando tudo em nosso organismo.
Se você acha que não vai conseguir trocar um prato de bife e batatas fritas por um de brócolis e espinafre, não desista, experimente trocar o lanche da tarde ou o café da manhã por um grande copo de vitamina batido com alguns cereais como aveia, linhaça ou gérmen de trigo, fica uma delícia.


Procure também ingerir ácidos graxos, como ômega 3, que reduz a inflamação do corpo que pode também auxiliar na redução das cólicas.


Se inscreva em nosso canal e receba todas as atualizações



Deixe seu comentário, o seu contato é muito importante.